Secretaria de Saúde de Ipu realizou nesse sábado (25) a Campanha de Vacinação Dia D da Vacina Bivalente contra Covid-19

A Secretária de Saúde de Ipu realizou durante todo o dia deste sábado, 25 de março de 2023, a Campanha de Vacina “Dia D Bivalente” contra a Covid-19.

 

As Unidades de Saúde na sede do Município que atenderam no horário de 08:00 horas às 17:00 horas foram: – UBS Alto dos 14, UBS Boa Vista, UBS Canudos, UBS Centro de Saúde, UBS Mina, UBS Pereiros e UBS Reino de França.

 

Na zona rural a Secretária de Saúde mobilizou as seguintes Unidades de Saúde: – UBS Várzea do Jiló, UBS Marruás, UBS São José dos Martins e UBS do Engenho dos Belém.

 

Grupos prioritários

 

➡ Fase 1: pessoas = 70 anos; pessoas vivendo em Instituições de Longa Permanência (ILP) a partir de 12 anos, abrigados e os trabalhadores dessas instituições; imunocomprometidos; comunidades indígenas, ribeirinhas e quilombolas;

 

**Fase 2: pessoas de 60 a 69 anos de idade;

 

** Fase 3: Gestantes e puérperas;

 

** Fase 4: Trabalhadores da saúde;

 

** Fase 5: Pessoas com deficiência permanente;

 

** Fase 6: População Privada de Liberdade e adolescentes cumprindo medidas socioeducativas.

 

Por que é importante tomar a quinta dose da vacina contra a covid?

 

As variantes do Sars-CoV-2 mataram, de 2020 para cá, quase 7 milhões de pessoas no mundo (a OMS estima que esse número possa chegar a 15 milhões, considerando os casos não registrados oficialmente). Quando a gente se acostumava com o nome de uma variante, em poucos meses outra se tornava dominante. Foi assim com a alfa, a beta, a gama, a delta, até o surgimento da ômicron e suas subvariantes, que desde o fim de 2021 e o começo de 2022, tornaram-se predominantes no mundo todo.

 

Graças a esse fator e ao fato de que a imunidade gerada pela vacina cai com o tempo, os cientistas entenderam ser recomendável e possível atualizar as vacinas criadas antes do surgimento da ômicron. Assim, foi elaborada uma vacina com o RNA mensageiro da cepa original do Sars-CoV-2 e das subvariantes da ômicron, chamada de bivalente, que já vem sendo aplicada em países da União Europeia, Canadá, Estados Unidos, entre outros, desde o ano passado. A Anvisa autorizou o uso emergencial da bivalente da Pfizer para aplicação como dose de reforço em indivíduos acima dos 12 anos no fim de 2022.

 

Importante salientar que as vacinas anteriores, chamadas de monovalentes, feitas com a cepa original do vírus, embora protejam menos contra a ômicron, ainda ajudam a reduzir o risco de morte e de desenvolver doença grave (por isso, inclusive, continuam sendo indicadas para o esquema vacinal primário de duas doses).

 

A campanha prossegue dentro do calendário da Secretaria de Saúde de Ipu.

Segue o progresso continua

Notícias recentes

Prefeito Robério visita obras nesta quinta (11) nas localidades de São Bento e Manuíno.

Por Afrânio Soares (PMI) Nesta quinta-feira, 11 de abril de 2024, o Prefeito Robério Rufino acompanhado do Secretário de Infraestrutura e do Engenheiro Luan  esteve nas localidades de São Bento e Manuíno para uma agenda administrativa de suma importância. O foco da visita foi a vistoria das duas “Passagens Molhadas” recentemente construídas, que já estão