Aconteceu nesta quinta (10) o I Fórum Comunitário do Selo Unicef – Edição 2021 – 2024.

O Prefeito Robério Rufino juntamente com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente e a Comissão Intersetora Unicef de Ipu participaram nesta quinta-feira, 10 de março de 2022 do I Fórum Comunitário Selo Unicef Edição 2021-2024; o importe evento aconteceu no Buffet Luar.

O 1º Fórum Comunitário é o momento mais estratégico do início das atividades do Selo UNICEF. Foi nesse evento que foi feito um primeiro diagnóstico sobre a situação das crianças e adolescentes no município de Ipu. Em conjunto com a população, será definido um Plano de Ação Municipal pelos Direitos de Crianças e Adolescentes a ser implementado ao longo desta edição do Selo UNICEF.

O objetivo primordial do I Fórum foi:

** Envolver a comunidade para identificar os principais problemas relativos à situação das crianças e adolescentes do município, com base nos indicadores sociais e no diagnóstico participativo;

** Discutir sobre as causas destes problemas e sobre como os resultados sistêmicos propostos no Selo UNICEF podem contribuir para resolvê-los;

** Definir como alcançar todos os resultados sistêmicos do Selo UNICEF para melhorar os indicadores sociais do município;

** Apresentar o Plano de Participação Cidadã de Adolescentes, elaborado pelo NUCA, e garantir que estas ações façam parte do Plano de Ação Municipal pelos Direitos de Crianças e Adolescentes;

** Revisar e validar, de forma participativa, o Plano de Ação Municipal pelos Direitos de Crianças e Adolescentes, que será executado ao longo desta edição do Selo UNICEF;

Apresentar à população o Articulador ou a Articuladora Municipal do Selo UNICEF, os membros da Comissão Intersetorial pelos Direitos da Infância e Adolescência e o Mobilizador ou a Mobilizadora de Adolescentes, da Assistência Social, da Educação e da Saúde.

** Reduzir as desigualdades regionais, sociais, de gênero, raça e etnia para garantir que cada criança, adolescente e jovem possa realizar seu pleno potencial e participar plenamente na sociedade brasileira.

Para conquistar o Selo UNICEF, o município precisará desenvolver ações referentes aos três eixos abaixo, voltados para a redução de desigualdades e garantia de direitos:

I – Resultados Sistêmicos;

II – Impacto Social;

III – Participação Cidadã e Gestão Por Resultados.

Os Fóruns Comunitários são momentos de planejamento participativo, troca de informações e diálogo entre diversos membros da comunidade sobre políticas públicas municipais voltadas para crianças e adolescentes. O principal resultado do 1º Fórum Comunitário é de aprovar um Plano de Ação Municipal pelos Direitos de Crianças e Adolescentes a ser implementado ao longo desta edição do Selo UNICEF. A sua realização é de caráter obrigatório para a certificação no Selo UNICEF.

É no Fórum Comunitário que a comunidade analisa a situação local das crianças e dos adolescentes, define ações pela garantidos direitos da infância e adolescência e monitora e avalia o impacto de projetos, programas e políticas sociais voltadas à melhoria das condições de vida da população de zero a 18 anos incompleta. Os Fóruns devem ser coordenados pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA.

Gestão “O Progresso Continua”

Notícias recentes

Governo assina termo de renovação da 4ª Edição do Programa Cidade Empreendedora.

Por Afrânio Soares O Governo Municipal de Ipu, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, em parceria com o Sebrae Regional da Ibiapaba, celebrou um importante marco nesta última segunda-feira, 15 de abril de 2024: a renovação do Programa Cidade Empreendedora, edição de 2024. Este evento não só simboliza um compromisso renovado com

Prefeito Robério visita obras nesta quinta (11) nas localidades de São Bento e Manuíno.

Por Afrânio Soares (PMI) Nesta quinta-feira, 11 de abril de 2024, o Prefeito Robério Rufino acompanhado do Secretário de Infraestrutura e do Engenheiro Luan  esteve nas localidades de São Bento e Manuíno para uma agenda administrativa de suma importância. O foco da visita foi a vistoria das duas “Passagens Molhadas” recentemente construídas, que já estão