A “Festa Anual das Árvores” é comemorada em Ipu com uma programação especial.

No Brasil, o dia da árvore é comemorado em 21 de setembro, às vésperas da entrada da primavera. No Norte e Nordeste do país as árvores costumam ser homenageadas também na última semana de março, época do início do período das chuvas.
No município de Ipu, a Secretaria do Meio Ambiente do Estado, por meio da Gestão da APA da Bica do Ipu, à frente a gestora Tatiana em parceria com a Prefeitura Municipal de Ipu realizaram várias atividades alusivas a “Festa Anual das Árvores” com toda uma Programação Especial de 21 a 24 de março de 2019.
Neste ano o tema abordado foi “Compostagem – Transformando resíduos orgânicos em adubo”. Foram várias as atividades, dentre elas: – Trilhas, ciclismo e exposição de fotos de aves características da Terra de Iracema, Ipu.
A programação seguiu todo um roteiro envolvendo as Secretarias de: – Turismo, Meio Ambiente, Educação, e Transportes com o apoio da Água Mineral Acácia; PREVENTION-FIRE Bombeiros Civis Socorristas; além da participação especial do ipuense Petinha Lira, como responsável pela Exposição fotográfica de Aves ocorridas nos dias 23 e 24 no ponto turístico da Bica do Ipu.
A árvore é o símbolo maior da natureza. Plantar, cuidar, proteger e defender as árvores significa valorizar todo o verde que ainda existe no planeta. A defesa de florestas como a da Amazônia, por exemplo, está se tornando uma questão de sobrevivência para nossa espécie, devido aos inúmeros problemas ambientais que nós mesmos criamos na Terra.
Além de sua própria beleza, as árvores têm funções importantes para o meio ambiente. Elas refrescam o ambiente, dão sombra, são barreiras contra o vento, ajudam a manter a umidade do ar, diminuem a poluição, mantêm o solo firme e servem de abrigo para pássaros e outros animais.
Além disso, para o ser humano, as árvores oferecem a madeira, o carvão, os frutos, as flores e as matérias-primas para a fabricação de papel, remédios e uma infinidade de produtos. Por isso, ao derrubá-las, devemos ter em mente a necessidade de replantá-las. O reflorestamento, felizmente, tem se tornado mais comum.
Há árvores que podem durar centenas de anos ou mais de um milênio. É o caso da sequoia, uma arvore típica da América do Norte que, além da vida longa, também pode atingir os 100 metros de altura. Mas uma das árvores características da mata Atlântica brasileira, o jequitibá, também pode atingir os 60 metros: a altura de um edifício de 20 andares. Jequitibá, em tupi, quer dizer, por sinal, “gigante da floresta”.
No Brasil, cada região escolheu uma árvore típica como seu símbolo. A região Norte, a castanheira; a região Nordeste, a carnaúba; a Centro-oeste, o ipê-amarelo, a Sudeste, o pau-brasil e a região Sul, o pinheiro-do-paraná. Nunca é demais lembrar, também, que o pau-brasil deu o nome ao nosso país.
Na semana da árvore você pode contribuir com o meio ambiente plantando ou adotando uma árvore. (Dados obtidos da Revista Natureza).
**Postagem de Afrânio Soares
(Gabinete)

Notícias recentes

Governo assina termo de renovação da 4ª Edição do Programa Cidade Empreendedora.

Por Afrânio Soares O Governo Municipal de Ipu, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, em parceria com o Sebrae Regional da Ibiapaba, celebrou um importante marco nesta última segunda-feira, 15 de abril de 2024: a renovação do Programa Cidade Empreendedora, edição de 2024. Este evento não só simboliza um compromisso renovado com

Prefeito Robério visita obras nesta quinta (11) nas localidades de São Bento e Manuíno.

Por Afrânio Soares (PMI) Nesta quinta-feira, 11 de abril de 2024, o Prefeito Robério Rufino acompanhado do Secretário de Infraestrutura e do Engenheiro Luan  esteve nas localidades de São Bento e Manuíno para uma agenda administrativa de suma importância. O foco da visita foi a vistoria das duas “Passagens Molhadas” recentemente construídas, que já estão